Para ajudar na transição, Kassab decide colocar militar no presidência dos Correios

O ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, durante cerimônia no Palácio do Planalto Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, durante cerimônia no Palácio do Planalto Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O ministro das Comunicações,  Gilberto Kassab, decidiu substituir o atual presidente dos Correios , Carlos Fortner, pelo general Juarez Aparecido de Paula Cunha. A intenção é que o militar ajude na transição, além de ser uma aposta do ministro para continuar à frente da pasta. A informação foi publicada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” e confirmada ao GLOBO pelo próprio Kassab.

— O general Juarez já está há vários meses nos Correios, foi diretor de Pesquisa e Ciência e, quando se aposentou, chamei para vir para o ministério.  Ele esteve nos conselho da Finep e também dos Correios. Definimos ontem (sexta-feira) e a mudança oficial deve acontecer nos próximos dias, provavelmente na segunda-feira.
Perguntado se o general tem alguma interlocução com o atual presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), Kassab disse não saber. Em entrevista concedida à TV Band, uma semana antes do segundo turno, Bolsonaro afirmou que há grande chance de seu governo privatizar os Correios.
— Os Correios têm grande chance de entrar (na privatização), porque o seu fundo de pensão foi simplesmente implodido pela administração petista. Hoje os Correios têm muitas reclamações — disse Bolsonaro.
Na mesma entrevista, Bolsonaro avisou que sua equipe dividiria as estatais de acordo com suas características para então definir o futuro delas.
Bruno Góes, O Globo

Deixe uma resposta