Morto, dono de bordéis ganha eleição parlamentar em Nevada

Um candidato republicano, dono de uma rede de bordéis, que morreu no mês passado, foi eleito para a Assembleia Distrital de Nevada durante as eleições de meio de mandato nos Estados Unidos desta terça-feira (6).

Dennis Hof, de 72 anos, derrotou a candidata democrata e educadora Lesia Romanov com 68% dos votos. Autoridades do condado disseram que vão indicar um substituto do próprio partido de Hof para o assento.

A candidatura de Romanov não respondeu de imediato a pedido de comentários.

Hof, que se apresentava como cafetão americano, era dono de uma boate de striptease e administrava cinco bordéis legais em Nevada, o único estado americano onde a prostituição é legalizada. Ele se apelidou de “Trump de Pahrump”, em referência à cidade onde morava em Nevada.

Ele também participou do reality show Cathouse, da emissora HBO, que documenta a vida profissional dos trabalhadores no Moonlite BunnyRanch, um bordel em Nevada. Hof é também o autor do livro “The Art of the Pimp” (A Arte do Cafetão, em tradução livre).

Em entrevista à agência Reuters em junho, concedida em um de seus bordéis, Hof disse que sua sorte na política tinha relação com a eleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Esse realmente é o movimento Trump”, disse Hof. “As pessoas vão deixar de lado, por um momento, suas crenças morais, suas crenças religiosas, para colocar alguém honesto no poder.”

A delegacia do condado de Nye disse que Hof foi encontrado morto no mês passado em um de seus estabelecimentos em Crystal, no Estado de Nevada. A causa da morte não ficou clara de imediato.

Seu corpo foi encontrado por Ron Jeremy, ator e diretor do cinema pornográfico, e por uma prostituta que trabalhava para ele. Segundo a imprensa americana, ele faleceu depois de passar horas em campanha e virar a noite em sua festa de aniversário de 72 anos.

Amigos o encontraram morto quando tentaram acordá-lo para uma reunião horas depois da festa, informou seu gerente de campanha, Chuck Muth, em publicação no Twitter. Ele disse que Hof aparentemente morreu dormindo.

Primeiro voto aos 82 anos

Uma mulher de 82 anos do Texas faleceu na segunda-feira (5) pela manhã, logo após votar pela primeira vez em uma eleição americana.

Gracie Lou Phillips lutava contra uma pneumonia, mas mesmo assim decidiu participar das eleições antecipadas em Grand Prairie, no norte do estado. Ela compareceu ao centro de votação usando um cilindro de oxigênio portátil.

Segundo a imprensa americana, a idosa nunca havia votado, porque levou uma vida muito ocupada e antes tinha dúvidas sobre a legitimidade do processo eleitoral.

 (Com Reuters)

Deixe uma resposta