Morre Roy Hargrove, um dos grandes trompetistas do jazz

Roy Hargrove, o trompetista norte-americano que tocou ao lado de figuras lendárias do jazz como Oscar Peterson e Jackie McLean, morreu na sexta-feira, 2, à noite, aos 49 anos, em Nova York. Ele sofria de uma doença renal crônica e morreu de uma parada cardíaca. Descoberto por Wynton Marsalis quando era um jovem estudante, nos anos 1980, Hargrove começou sua carreira há 30 anos e, após um ano frequentando a Universidade de Música de Boston, lançou seu primeiro disco, Diamond in the Rough(1990). Logo ele encontrou seus pares, músicos que gostavam de experimentar novas linguagens, como o saxofonista Antonio Hart e o baixista Christian McBride.

Morre o trompetista Roy Hargrove
O trompetista Roy Hargrove (à direita), que foi descoberto por Wynton Marsalis 
Foto: The New York Times
Associado a um movimento conhecido como neo-soul na virada do século, Roy Hargrove desenvolveu na época um projeto híbrido chamado RH Factor, que transitava entre o bebop, o hip-hop e o blues, embora tenha mantido um vínculo estreito com a tradição das baladas.

Nesse sentido, seu disco mais palatável chama-se Moment to Moment, que, além da canção-titulo, tema do filme Por um Momento de Amor (1966), composto por Henry Mancini, tem composições de Johnny Mercer (A Time to Love) e Tom Jobim (Insentatez). Todas interpretadas no mais delicado estilo Chet Baker e acompanhado por cordas.

Antonio Gonçalves Filho, O Estado de S. Paulo

Deixe uma resposta