Australiano fica paralisado e morre depois de comer lesma em desafio

Sam Ballard antes de contrair o parasita (Foto: Reprodução/Facebook)
 


Ex-jogador de rugby e residente de Sydney, na Austr&aacute;lia, o jovem Sam Ballard morreu ap&oacute;s engolir uma lesma em uma brincadeira. Antes, ele ficou tetrapl&eacute;gico e precisava de aux&iacute;lio para realizar todas as suas atividades. O problema foi que o bicho estava infectado com o&nbsp;parasita <em>Angiostrongylus cantonensis</em>, um verme que vive&nbsp;no pulm&atilde;o de roedores e pode ser passado para carac&oacute;is e lesmas &ndash; que podem transmiti-lo aos humanos.


O parasita infestou o c&eacute;rebro de Ballard, deixando-o paralisado e colocando-o em coma por mais de um ano. A infec&ccedil;&atilde;o &eacute; chamada de meningoencefalite eosinof&iacute;lica, uma condi&ccedil;&atilde;o rara que provoca dores de cabe&ccedil;a, rigidez no pesco&ccedil;o, formigamento ou dor na pele, febre, n&aacute;usea e v&ocirc;mito. O tempo entre a ingest&atilde;o do verme e infesta&ccedil;&atilde;o no organismo &eacute;, em m&eacute;dia, de uma a tr&ecirc;s semanas.&nbsp;


Aos 29 anos, Ballard&nbsp;morreu no final da &uacute;ltima semana de outubro. Suas &uacute;ltimas palavras para a m&atilde;e, Katie Ballard, foram &quot;eu te amo&quot;, segundo o notici&aacute;rio australiano.


<em><strong>O caso</strong></em><br />
Em 2010, o jovem estava em uma festa com amigos quando uma lesma apareceu. Ele foi desafiado a comer o bicho e acabou aceitando. Ballard come&ccedil;ou a sentir dores severas nas pernas poucos dias depois.&nbsp;


Ele perguntou para sua m&atilde;e se poderia ter sido causado pelo bicho, mas ela acreditava que ningu&eacute;m poderia ficar doente com a ingest&atilde;o de tal animal. Contudo, m&eacute;dicos descobriram que os sitomas foram sim provocados pela lesma.&nbsp;


<em>Leia tamb&eacute;m:&nbsp;</em><br />
<a href="https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2018/11/atleta-universitaria-morre-de-rara-doenca-esquecida-nos-eua.html" target="_blank">+&nbsp;Atleta universit&aacute;ria morre de rara &quot;doen&ccedil;a esquecida&quot; nos EUA</a><br />
<a href="https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2018/10/chines-e-operado-para-retirar-colher-que-ficou-em-seu-esofago-por-um-ano.html" target="_blank">+&nbsp;Chin&ecirc;s &eacute; operado para retirar colher que ficou em seu es&ocirc;fago por um ano</a>
Parasita Angiostrongylus cantonensis (Foto: Punlop Anusonpornperm/Wikimedia Commons)
&nbsp;


&quot;Ele estava com medo&quot;, disse Katie Ballard ao jornal <a href="https://tendaily.com.au/views/a181105rlg/lisa-wilkinson-among-all-the-huge-names-its-sam-ballard-ill-remember-most-20181105" target="_blank"><em>Sunday Project</em></a>.&nbsp;&quot;Como m&atilde;e, tudo o que voc&ecirc; quer fazer &eacute; tranquiliz&aacute;-lo. No que me diz respeito, ele n&atilde;o fez nada de errado. Foi apenas uma coisa boba.&quot;


Em 2011, Ballard ficou tetrapl&eacute;gico.&nbsp;Durante anos, sofreu com convuls&otilde;es, foi for&ccedil;ado a comer e respirar por meio de tubos e exigia cuidados constantes, que a fam&iacute;lia se esfor&ccedil;ou para pagar, de acordo com o jornal&nbsp;<a href="https://www.dailytelegraph.com.au/news/national/australias-ndis-is-in-crisis-as-care-providers-are-owed-millions-and-the-disabled-are-missing-out/news-story/b127982a1450b00a4f631726c650bf4a" target="_blank"><em>Daily Telegraph</em></a>.


Lisa Wilkinson, do <em>Sunday Project</em>, escreveu em uma coluna que, por quase nove anos, &quot;o lindo anjo Katie esteve ao lado de Sam como sua principal cuidadora, nunca vacilando em seu amor; alimentando-o, conduzindo-o, fazendo com que ele tomasse banho, organizando consultas m&eacute;dicas, sempre tentando encontrar os momentos mais leves para que ela pudesse ver o filho sorrir novamente, acordando com todos os sons da noite, sempre certificando-se de que os amigos de Sam se sentiam bem-vindos em seu mundo novo e limitado. Quando eles o visitavam, como costumavam fazer, os olhos de Sam sempre se acendiam.&nbsp;E Katie sempre foi otimista com que o futuro reservava para ele&quot;.


<em><strong>Parasita</strong></em><br />
Normalmente, o rato engole o verme <em>Angiostrongylus cantonensis</em> o for&ccedil;ando a entrar em seu organismo. Ele o excreta, mas suas fezes servem de alimento para lesmas e carac&oacute;is, que podem ficar infectados. Com isso, a transmiss&atilde;o para os humanos pode ocorrer se consumirem carac&oacute;is ou lesmas cruas ou mal cozidas.&nbsp;<br />
<br />
Tamb&eacute;m pode ocorrer a ingest&atilde;o por acidente, quando as crian&ccedil;as brincam em jardins e colocam as coisas na boca, ou quando as pessoas comem vegetais, como o alface, mal lavados.&nbsp;<br />
<br />
Apesar disso, o Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de da Austr&aacute;lia afirmou que a maioria dos pacientes que contraem o parasita n&atilde;o apresentam complica&ccedil;&otilde;es. Quando o fazem, os sintomas geralmente s&atilde;o tempor&aacute;rios e leves. Al&eacute;m disso, o caso de Ballard foi considerado &quot;extremamente raro&quot;.&nbsp;


Qualquer pessoa que tiver os sintomas deve procurar uma avalia&ccedil;&atilde;o m&eacute;dica. Autoridades de sa&uacute;de recomendam n&atilde;o comer carac&oacute;is ou lesmas cruas, e refor&ccedil;am a necessidade de lavar bem frutas e legumes para retirar as criaturas viscosas.


<em>Curte o conte&uacute;do da <strong>GALILEU</strong>? Tem mais de onde ele veio: <a href="https://www.globomais.com.br/?linkInteligente=true#home-downloads-app"><strong>baixe o app da Globo Mais</strong></a> para ver reportagens exclusivas e ficar por dentro de todas as publica&ccedil;&otilde;es da Editora Globo. Voc&ecirc; tamb&eacute;m pode <a href="https://www.assineglobo.com.br/produtos/galileu/GC/?site_par=1&amp;origem_par=1&amp;formato_par=GC_MENSAL&amp;versao_par=CAPA&amp;utm_source=capa&amp;utm_medium=site&amp;utm_campaign=gc_mensal&amp;utm_content=capa:site:gc_mensal:capa&amp;utm_term=capa"><strong>assinar a revista</strong></a>, por R$ 4,90.</em>


&nbsp;

Deixe uma resposta