Ansiedade: 5 formas de se sentir menos ansioso

Estudar os sintomas do corpo pode nos ajudar a entender como combater a ansiedade (Foto: Reprodução/Youtube)
 


Quem sofre de <a href="https://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2018/01/ansiedade-cerca-de-93-dos-brasileiros-sofrem-com-esse-transtorno.html" target="_blank">ansiedade</a> sabe o que &eacute; lidar com o que &eacute; visto pelos outros como um qu&ecirc; de <a href="https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2017/03/o-que-e-toc-o-transtorno-obsessivo-compulsivo.html" target="_blank">transtorno obsessivo compulsivo</a>: preocupa&ccedil;&atilde;o com dormir determinada quantidade de horas, cuidados com a alimenta&ccedil;&atilde;o, pr&aacute;tica de exerc&iacute;cios f&iacute;sicos.&nbsp;


O Vale do Sil&iacute;cio resolveu tornar isso tudo real oficial e dar nome aos bois, no que &eacute; chamado de &ldquo;bio hackear&rdquo; a <strong>ansiedade</strong>. Definido como um experimento com o pr&oacute;prio corpo, o objetivo &eacute; entender a pr&oacute;pria biologia para melhorar a sa&uacute;de como um todo. A teoria por tr&aacute;s disso &eacute; de que ao ter uma hip&oacute;tese sobre o que est&aacute; causando problemas, o melhor &eacute; fazer um experimento para descobrir como consert&aacute;-lo. E, se ela se provar verdadeira, adotar o novo h&aacute;bito para prevenir o problema no futuro.


Como a ansiedade &eacute; um dist&uacute;rbio que varia de pessoa para pessoa, &eacute; dif&iacute;cil tra&ccedil;ar exatamente o que fazer para trat&aacute;-la. O ideal &eacute; sempre buscar um profissional. No entanto, mesmo com o acompanhamento, conhecer o pr&oacute;prio corpo e entender o que pode afetar o seu humor nunca &eacute; demais. No Vale do Sil&iacute;cio, eis o que as pessoas t&ecirc;m feito para hackear a pr&oacute;pria ansiedade:


<em><strong>Praticar mindfulness</strong></em><br />
Nunca &eacute; demais ressaltar a import&acirc;ncia de uma recomenda&ccedil;&atilde;o que tem se tornado cada vez mais &oacute;bvia. Em uma revis&atilde;o de 47 estudos, pesquisadores da Universidade Johns Hopkins descobriram que meditar por 2,5 horas por semana melhora a ansiedade ap&oacute;s oito semanas.


<em><strong>E ioga</strong></em><br />
Essa seria a melhor forma de estimular o sistema nervoso parassimp&aacute;tico, que ativa o modo &ldquo;descansar e digerir&rdquo; do organismo. Pesquisas mostram que isso &eacute; mais eficaz para melhorar o humor do que um exerc&iacute;cio como caminhada, e o ideal &eacute; praticar tr&ecirc;s vezes por semana.


<em><strong>Cuidar da alimenta&ccedil;&atilde;o</strong></em><br />
Comidas ricas em fibras, &ocirc;mega 3, iogurte probi&oacute;tico e com bastante zinco (por exemplo, castanhas e gema de ovo) podem estimular a libera&ccedil;&atilde;o de neurotransmissores&nbsp; do &ldquo;bem estar&rdquo;, como serotonina e dopamina. Junk food, como hamb&uacute;rgueres e batatas fritas, fazem o contr&aacute;rio, enviando sinais ao c&eacute;rebro de que o corpo est&aacute; sob estresse.


<em>Leia tamb&eacute;m:</em><br />
<a href="https://revistagalileu.globo.com/Cultura/noticia/2018/09/6-livros-para-entender-melhor-depressao-e-ansiedade.html" target="_blank">+&nbsp;6 livros para entender melhor a depress&atilde;o e a ansiedade</a><br />
<a href="https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2018/09/nao-consegue-controlar-ansiedade-resposta-pode-estar-nos-seus-genes.html" target="_blank">+&nbsp;N&atilde;o consegue controlar a ansiedade? A resposta pode estar nos seus gene</a>s


<em><strong>Usar &oacute;culos que bloqueiam a luz azul</strong></em><br />
A luz de computadores, telefones e telas em geral pode bagun&ccedil;ar os n&iacute;veis de serotonina, prejudicando o sono e aumentando o risco de ansiedade e depress&atilde;o. &Oacute;culos que bloqueiam esse tipo de luz podem ser interessantes para minimizar os efeitos, especialmente durante a exposi&ccedil;&atilde;o antes de dormir.


<em><strong>Otimizar o sono</strong></em><br />
Que o ideal &eacute; dormir oito horas por noite n&atilde;o &eacute; nenhum segredo. Mas biohackers gostam mesmo &eacute; de saber exatamente o padr&atilde;o do sono. Toda noite, uma pessoa passa por entre quatro e seis ciclos de sono diferentes, e acordar durante o est&aacute;gio REM, o do sono mais profundo, pode provocar estresse e ansiedade. Ao observar o padr&atilde;o, &eacute; poss&iacute;vel regular o sono para evitar acordar durante este est&aacute;gio. H&aacute; aplicativos para celular que fazem o trabalho.


<em>Curte o conte&uacute;do da <strong>GALILEU</strong>? Tem mais de onde ele veio: <a href="https://www.globomais.com.br/?linkInteligente=true#home-downloads-app" target="_blank">baixe o app da Globo Mais</a> para ver reportagens exclusivas e ficar por dentro de todas as publica&ccedil;&otilde;es da Editora Globo. Voc&ecirc; tamb&eacute;m pode <a href="https://www.assineglobo.com.br/produtos/galileu/GC/?site_par=1&amp;origem_par=1&amp;formato_par=GC_MENSAL&amp;versao_par=CAPA&amp;utm_source=capa&amp;utm_medium=site&amp;utm_campaign=gc_mensal&amp;utm_content=capa:site:gc_mensal:capa&amp;utm_term=capa" target="_blank">assinar a revista</a>, por R$ 4,90 e baixar o app da GALILEU.</em>

Deixe uma resposta