Al Shabab explode carros-bomba e mata 20 pessoas na Somália

Pelo menos 20 pessoas morreram e 17 ficaram feridas pelas explosões de três carros-bomba nas proximidades de dois hotéis e do Departamento de Investigação Criminal de Mogadíscio, capital da Somália, nesta sexta-feira. Os ataques suicidas foram atribuídos ao grupo jihadista Al Shabab, informou o policial Abshir Isak.

O único serviço gratuito de resgate de Mogadíscio (Amin) informou à imprensa local ter retirado 30 corpos dos locais das explosões. Em sua maioria, de civis. Em entrevista à rede de televisão Al Jazeera, Mohamed Aden, uma testemunha dos ataques, disse ter ajudado a tirar muitos corpos dos carros.

“O total de mortes é desconhecido porque cadáveres estão sendo ainda removidos dos carros em chamas”, afirmou Aden.

Os carros-bomba explodiram na hora mais movimentada do dia, a poucos metros da rotatória KM 4, que leva ao Aeroporto Internacional Aden Adde. A região concentra vários hotéis, bares e restaurantes Os dois primeiros carros explodiram na frente do Hayat Hotel. A terceira detonação aconteceu em um veículo que estava parado no estacionamento do Sahafi Hotel.

O Al Shabab reivindicou a autoria dos ataques. Vários terroristas foram mortos quando tentavam entrar no Sahari Hotel, de acordo com a rádio Dalsan. O grupo foi expulso da capital da Somália em 2011, mas ainda mantém grande influência e constantemente realiza ataques em diferentes pontos da cidade. Em 2012, o Al Shabab se vinculou à rede Al Qaeda e passou a atuar no centro e no sul do país.

(Com EFE)

Deixe uma resposta