A luta do emocional, do talento e os últimos detalhes do Campeonato Brasileiro

O craque Alex sempre diz que vários fatores influenciam em campo. O emocional muitas vezes ultrapassa o físico e técnico. São onze jogadores formando um grupo. Onze pessoas completamente diferentes, mas que criam um time. O Flamengo perdeu a segunda posição do Campeonato Brasileiro. Enfrentou jogo difícil no domingo, contra o São Paulo, no Morumbi. Empatou. E viu o Internacional vencer na bacia das almas e tomar seu lugar na tabela.

É inegável que o Flamengo esboçou reação com Dorival Júnior. A troca no comando deu ao clube carioca possibilidade de vencer e – mais do que vencer – ter propriedade plena em algumas partidas. A primeira crise chegou. O nome dela é Diego Alves. O goleiro se recusou a ficar no banco contra o Paraná e desde então entrou em rota de conflito com a comissão técnica. Houve discussão acalorada durante a semana com Dorival. E me parece que o Fla também precisa evoluir no emocional para continuar na briga. Os tais outros fatores, citados pelo gênio Alex. 

Leia também: Veja como foi a rodada do Campeonato Brasileiro

Leia mais…

Deixe uma resposta